Automação em sistemas de climatização e refrigeração gera economia e praticidade

Com uma estrutura na qual o uso de equipamentos de refrigeração e climatização representam cerca de 70% do total de consumo de energia elétrica a automação se transformou em uma ferramenta quase obrigatória nos supermercados. Em recente evento realizado pela Full Gauge Controls – na sede da Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação – ASBRAV, foram apresentadas técnicas importantes para instalação e algumas tecnologias disponíveis hoje no mercado.

A automação em supermercados permite, por exemplo, controlar o número de partidas de determinados equipamentos e oferece o aviso de portas abertas em câmaras frias. Isso faz com que as empreas tenham uma redução de custos e melhor rendimento dos equipamentos, assim como proporciona uma qualidade maior nos produtos armazenados, refletindo nos custos para o consumidor final. E um sistema de automação bem planejado aumenta a vida útil e eficácia dos equipamentos.O consultor de engenharia de aplicação da Full Gauge Controls, Édison Maciel, palestrante do evento, chamou a atenção para a importância da manutenção adequada dos equipamentos.

- Se não houver uma manutenção correta o que vai acontecer são quebras, paradas e perdas de mercadorias. Tudo isso se reflete em custo e também na natureza, porque poderá ocorrer vazamento de gases tóxicos – completa Édison.

O palestrante também destacou um erro comum dos consumidores em frente aos refrigeradores de alimentos resfriados ou congelados nos estabelecimentos comerciais, causador de um grande desperdício de energia elétrica.

- Virou uma prática negativa as pessoas não observarem primeiramente através da porta transparente o que vão comprar e abrirem as portas sem necessidade. Quando isso acontece, entra um bolsão de ar quente que acaba representando um consumo maior de energia elétrica – comenta.

A automação em supermercados pode ser aplicada na climatização de ambientes (ar condicionado, calefação); controle de acesso; detecção e alarme de incêndio; sensores de presença em salas para controle de iluminação; programação do acionamento automático de alarmes prediais, controle de racks (casa de máquinas) e degelos programados. Segundo o palestrante, um dos destaques hoje na área é a possibilidade de gerenciamento remoto através de softwares de gerenciamento. Com eles é possível expandir o controle a distância e desvinculá-lo da presença humana no local das instalações, gerenciando-as de qualquer lugar do mundo, via internet, pelo computador, tablet ou celular.

A automação pode trazer de forma muito rápida grande vantagem para as empresas. Dependendo da situação, de um mês para o outro já se consegue a economia suficiente para cobrir o investimento feito na adequação do projeto e aquisição dos equipamentos de automação. Um exemplo apresentado na palestra foi de uma loja do RS que em apenas 30 dias obteve uma economia maior do que o valor gasto na instalação do sistema de automação na sala da cobrança.

O evento foi destinado a engenheiros, projetistas, gestores de obras e engenharia, além de técnicos de instalação e manutenção de sistemas de refrigeração e ar condicionado. A palestra foi realizada na última quinta-feira (25/08) na sede da ASBRAV.


Sobre a ASBRAV:

A ASBRAV desempenha importante papel na defesa dos interesses de seus associados, empresas e profissionais dos setores de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, na Região Sul. A qualificação profissional é um dos maiores objetivos da entidade. Oferece permanentemente cursos básicos e de atualização profissional na área, e ainda cursos de gestão empresarial para o desenvolvimento gerencial de seus associados. Também estabelece parcerias e cooperação técnica com entidades de ensino no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.