Perguntas Frequentes

Sobre os Produtos

Onde posso encontrar os instrumentos digitais da Full Gauge?

Acessando o link www.fullgauge.com.br/onde-comprar, é possível saber onde fica a revenda Full Gauge mais próxima de você. Se preferir, entre em contato com o departamento comercial da Empresa, através do e-mail vendas@fullgauge.com.br ou do telefone +55 51 3475.3308.

O controlador perde seus ajustes na falta de energia elétrica?

Os produtos da Full Gauge armazenam os ajustes estabelecidos pelo usuário em memória não-volátil, ou seja, que não depende de eletricidade para se manter, conservando os dados por mais de 100 anos.

Como faço para obter o certificado de calibração dos instrumentos? Qual é a garantia dessa calibração?

Calibração e emissão de certificados de calibração somente podem ser feitos por laboratórios de metrologia credenciados pelo INMETRO. O tempo de novas calibrações é o cliente que determina conforme a necessidade.

Sobre a linha Evolution

Por que os produtos da linha Evolution possuem mais funções?

Eles contam com as mesma funções da linha Ri, exatamente na mesma ordem, e mais algumas optativas para ajuste preciso em suas instalações. Os produtos da linha E são ainda mais versáteis.

Como configuro um produto da linha Evolution?

Você acessa as funções dos controladores da linha Evolution através da tecla Flatec ou da maneira tradicional (usando as setas para cima e para baixo) como na linha Ri. Você também pode carregar e descarregar receitas usando a chave de programação EasyProg, um acessório que é vendido separadamente.

O que é tecla Flatec? Para que ela serve?

A tecla Flatec é usada para acesso ao menu facilitado dos produtos da linha Evolution. Funciona como uma tecla de atalho.

O que é EasyProg?

É uma chave programadora cuja principal função é armazenar os parâmetros dos controladores, carregá-los e descarregá-los de forma rápida e fácil. Sem a necessidade de conectá-los a um computador, copia as funções de um controlador padrão e depois descarrega-las nos demais controladores (até nove receitas).
Através de uma porta USB, conecta-se ao computador e modifica os parâmetros pelo Editor de Receitas do Sitrad. Ele é um acessório portátil e não necessita de pilhas.

Por que os produtos da linha Evolution possuem dois tamanhos de bornes?

Os instrumentos da linha E são frutos de meses de pesquisa e essa foi a maneira que encontramos para deixar todas conexões na parte traseira.

Qual o tipo de chave eu uso nesses bornes?

Ambos os tipos de bornes são compatíveis com a chave de fenda 2.0mm. Use as ferramentas adequadas durante a instalação e garanta maior vida útil e o bom funcionamento dos produtos.

Eu posso molhar a frontal do meu controlador da linha E?

Sim. Os produtos da linha Evolution possuem frontal com IP-65.

E eu também posso molhar a parte traseira?

A Full Gauge Controls oferece como acessório a capa protetora Ecase, que previne a entrada de água e umidade na parte traseira dos produtos dessa linha, mas mesmo assim não recomendamos que você jogue água na instalação elétrica do controlador.

Onde posso encontrar os produtos da linha Evolution?

Acessando o link www.fullgauge.com.br/onde-comprar, é possível saber onde fica a revenda Full Gauge Controls mais próxima de você. Se preferir, entre em contato com o departamento comercial da Empresa, através do e-mail vendas@fullgauge.com.br ou do telefone +55 51 3475.3308.

O controlador da linha Evolution perde seus ajustes na falta de energia elétrica?

Os produtos da Full Gauge Controls armazenam os ajustes estabelecidos pelo usuário em memória não-volátil, ou seja, que não depende de eletricidade para se manter, conservando os dados por mais de 100 anos.

Sobre o Sitrad

O que é o Sitrad?

O Sitrad é um software de gerenciamento a distância que acessa tanto local quanto remotamente instalações dos mais diversos segmentos, desde redes de supermercados, frigoríficos e restaurantes, até hospitais, laboratórios e residência, entre outros.

O Software, exclusivo e gratuito, possibilita avaliar, configurar e armazenar, continuamente, dados de temperatura, umidade, tempo, pressão e voltagem, permitindo modificar os parâmetros dos controladores com total segurança e precisão remotamente, via internet, através de celular ou computador.

Com o Sitrad, além de obter uma redução significativa no consumo de energia elétrica, o usuário pode obter gráficos, relatórios e mensagens de alerta enviadas pelo Software para celulares e e-mails cadastrados, caso as variáveis não estejam de acordo com os padrões estabelecidos.

O que significa "LOCAL-REMOTE-MOBILE"?

O Sitrad é composto por três módulos: o LOCAL, que deve ser instalado no computador conectado fisicamente às instalações, ou seja, diretamente ligado aos controladores; o módulo REMOTE, que deve ser instalado no computador que fará o gerenciamento a distância, via internet, das instalações, comunicando-se com o módulo LOCAL*; e o MOBILE, que funciona como o REMOTE, se comunica com o módulo LOCAL e realiza tarefas semelhantes, devendo ser instalado em um celular com acesso à internet.

* O Sitrad utiliza o acesso client/server, um tipo de comunicação que permite a troca exclusiva de dados (criptografados) entre os seus Módulos, com total precisão e segurança.

Qual a configuração que o meu computador deve ter para que eu possa instalar o Sitrad?

Para a instalação do módulo LOCAL, que deve ser instalado no computador que está conectado aos controladores, os requisitos mínimos do sistema são:
Pentium II 400 MHz ou superior
30 MB de HD
64 MB de RAM (recomendável 256 MB)
Windows 98/ME/NT/XP/2000/2003
1 porta de comunicação serial (COM1 ou COM2)

Já para a módulo REMOTE, que pode ser instalado em qualquer outro computador permitindo o gerenciamento à distância, os requisitos mínimos são:
Pentium II 400 MHz ou superior
10 MB de HD
64 MB de RAM (recomendável 192 MB)
Windows 98/ME/NT/XP/2000/2003
Conexão com a internet

E para o módulo MOBILE, além das exigências do módulo REMOTE, os requisitos mínimos do celular são:
Permissão para o download de aplicativos Java.
Configurações mínimas de Java: MIDP-2.0 e CLDC-1.1.
Comunicação com a versão 4.6 do Sitrad Local.

Meu computador não tem internet. O Sitrad vai funcionar mesmo assim?

O módulo LOCAL (que deve ser instalado no local onde se encontram os controladores) funciona perfeitamente sem conexão com internet. Já o Módulo REMOTE exige o uso de internet, inclusive para o envio de e-mails de alerta para celulares e endereços eletrônicos.

Posso alterar parâmetros da minha instalação remotamente, através do celular?

Sim, através do módulo Sitrad Mobile. Com este aplicativo, instalado em celulares, você pode administrar instalações remotamente, intervindo e modificando variáveis ou funções dos controladores em sistemas industriais, comerciais e residenciais. Isso significa mais facilidade e praticidade, com a mesma segurança do Sitrad Remote.

Faça o download do Sitrad Mobile acessando, através do navegador WAP do seu celular, o link www.sitradmobile.com.br.

Como o Sitrad grava os dados?

Os dados recebidos pelo Sitrad são gravados em arquivos com formato de banco de dados (arquivos com extensão .db), trazendo maior integridade aos dados coletados e agilidade na hora de analisá-los.

O Sitrad possui alarmes?

Sim, ele possui alarmes visuais, configurados para gravação em arquivo de texto, e/ou alarmes sonoros, emitidos através da caixa de som do computador. Também envia e-mails de alerta para celulares e endereços eletrônicos cadastrados, caso os parâmetros saiam dos limites configurados.

Como configuro o alarme para enviar para o meu celular?

Atualmente a maioria das operadoras de telefonia móvel trabalham apenas com o alerta de recebimento de novos e-mails. Verifique a disponibilidade, se há custo e a forma de cadastro deste serviço junto a sua operadora. Veja abaixo algumas operadoras que possuem esse recurso:
 

CLARO     TIM     VIVO     OI     NEXTEL
Quando tento acessar o meu servidor através da Versão REMOTE, o Sitrad mostra a seguinte mensagem "Não foi possível estabelecer conexão com o servidor". Por quê?

Essa mensagem pode aparecer por três motivos:
 

  1. O número do IP (identidade do computador) que você está tentando acessar não existe. Neste caso, verifique o número correto do IP do servidor.


  2. Tanto o computador com módulo LOCAL quanto o computador com o módulo REMOTE podem estar sem acesso à internet. Verifique sua conexão.

  3. A porta 5001 do servidor não está liberada para acesso. Verifique com o administrador da sua rede para que esta porta seja liberada.

 

Caso as três possibilidades tenham sido verificadas e a mensagem persista, entre em contato com nossa Engenharia de Aplicação (Apoio Técnico) para obter ajuda mais detalhada.

Quais controladores podem ser gerenciados pelo Sitrad?

Podem ser gerenciados pelo Sitrad todos os produtos da linha da Full Gauge Controls. São eles: TC-940R , TC-900R , MT-512R , MT-512R LOG, PCT-1600 , PCT-400R , PCT-410R , PCT-420R , MT-530R , AHC-80 , MT-530 , MT-543R , MT-516RVT , TI-33R , RT-607R , Microsol II , Microsol II power, PhaseLOG , SwitchLOG , AutoPID , HUMITECH II , Humitech Super, MT-439 , PWR-3200  e MOD64.

O que eu preciso ter para que os controladores enviem as informações para o software?

A ponte de conexão é a Interface CONV32, CONV96 ou CONV256, um conversor que permite essa troca de dados entre os controladores e o computador, fazendo com que os dados sejam lidos pelo software. Sua função é converter o sinal de comunicação serial padrão RS-232 do computador para o padrão RS-485 dos controladores. Os controladores ficam ligados à Interface e esta, por sua vez, é conecta ao computador através de uma porta de comunicação (COM1, COM2...). A Interface pode comunicar com até 256 controladores Full Gauge.

Para que serve o bloco de conexão que deve ser usado junto aos instrumentos com comunicação com o Sitrad?

Além de interligar os produtos com conexão ao Sitrad para fazer a ligação da rede de comunicação, o bloco de conexão possui uma proteção interna que diminui interferência eletromagnéticas oriundas de motores, cabos elétricos, oscilações de energia, entre outros. É vendido separadamente.

Quantos metros de cabo pode ter em uma instalação para interligar os instrumentos até o computador onde está a interface rodando o módulo do Sitrad Local?

Pode ter até 1000m.

Já que a interface fica ao lado do computador, qual é a distância máxima entre os controladores e a Interface?

A distância máxima dos controladores em relação a Interface CONV32, CONV96 ou CONV256 é de 1.000 metros.

Quantos instrumentos podem ser ligados à interface CONV32?

A interface Conv 32 permite a conexão de até 32 controladores Full Gauge com saída serial, independente do modelo, variável de medição e quantidade de sensores que o controlador utiliza.

Quantos instrumentos podem ser ligados à interface CONV256?

A interface CONV256 permite a conexão de até 256 controladores Full Gauge com saída serial, independente do modelo, variável de medição e quantidade de sensores que o controlador utiliza.

Caso falte energia, eu perco os dados gravados no computador?

Os dados coletados até o momento da queda de energia estão salvos no banco de dados do Sitrad com total segurança.

Até quantos TCP-485 posso ter na minha rede de dados?

Como o Sitrad comunica com até 247 instrumentos é possível ter na rede de dados até 247 TCP-485, lembrando que os endereços dos instrumentos não podem se repetir, mesmo que estejam em conversores diferentes.

Como o Sitrad irá reconhecer vários instrumentos?

Quando se tem mais de um instrumento na rede é necessário que sua última função seja alterada. Essa função diz: endereço do equipamento na rede RS-485.

Caso ela não for alterada, os instrumentos terão os endereços iguais, assim, não irão comunicar. Então, antes de ligar o Sitrad, é preciso alterar o endereço dos instrumentos, colocando-se valores diferentes para cada controlador, como por exemplo 001, 002, 016...

Posso montar uma rede mista, utilizando por exemplo TCP-485 e CONV32?

Sim, é possível montar uma rede com uma CONV32 e vários TCP-485, desde que os endereços dos instrumentos não se repitam na rede.

Preciso contratar IP fixo?

Não é necessário contratar um serviço de IP fixo nem ficar recadastrando constantemente no Sitrad Remote o número de IP.

Como acessar remotamente um computador com IP dinâmico?

É possível acessar remotamente um computador com IP dinâmico sem gastar nada.

Existem no mercado alguns programas que permitem ao usuário acessar um computador sem precisar saber o seu número de IP, como por exemplo o DynDNS e DDNS, o qual indicamos por ser todo em português. Para usá-lo, basta fazer o download do programa através do site www.winco.com.br/ddns e instalá-lo na máquina onde está o Sitrad Local.

Na instalação do programa será feito um cadastro que lhe dará um endereço DNS, como por exemplo fulano.ddns.com.Br. E é este endereço que você passará a utilizar no Sitrad Remote. Desta forma, você não precisará mais saber o número de IP do servidor que deseja acessar, pois o programa do DDNS estará sempre reportando o IP correto ao endereço DNS.

Clique aqui e veja o passo a passo para fazer o download do DDNS.

Para que serve a caixa distribuidora nos instrumentos com comunicação com o Sitrad?

Esta caixa distribuidora serve para interligar os instrumentos e fazer uma rede de comunicação, possui uma proteção interna que diminui ruídos oriundos de motores, cabos elétricos, oscilações de energia, entre outros.

Sobre os sensores

O comprimento do cabo do sensor pode ser aumentado?

Utilizando um cabo AWG, é possível aumentar o cabo em até 200 metros. A emenda do sensor deve ter as seguintes propriedades: boa condução elétrica, boa isolação entre os fios e boa proteção contra umidade. Atendendo a estas três exigências, pode-se utilizar qualquer meio para a realização da emenda como, por exemplo, solda ou algum tipo de conector (sindal ou outro). Após, deve-se colocar uma fita de auto-fusão para proteger a emenda contra a umidade.

O cabo do sensor pode passar junto com os cabos de energia elétrica?

Conforme a Norma NBR 5410, os cabos dos sensores podem estar próximos, porém não no mesmo eletroduto por onde passam os fios de alimentação elétrica e de acionamento das cargas.

O sensor de temperatura RollerBag pode ficar imerso em líquido?

O RollerBag é à prova d'água mas, para atender às Normas Técnicas, é recomendado o uso de um poço termométrico.

Em que posição o sensor de umidade deve ser instalado?

A ponta do sensor de umidade deve ficar virada para baixo. Do contrário, pode ocorrer um acúmulo de resíduos ou líquidos, dependendo do percentual de umidade do ambiente.

Os sensores de temperatura são compatíveis entre eles independentemente da versão do controlador?

Para verificar a compatibilidade dos sensores Full Gauge, deve-se observar as versões dos controladores e as cores dos cabos, conforme as indicações abaixo:

 

Sensor com cabo azul (vermelho) e cápsula de inox SB1 e SB9 PTC
Sensor com cabo azul e cápsula preta SB14 Sensor digital
Sensor com cabo verde (vermelho) e cápsula de inox SB16 Sensor digital
Sensor comcabo verde e cápsula preta SB14 Sensor digital
Sensor com cabo preto (cinza) e cápsula de inox SB19 Sensor NTC
   
Por que essas diferenças?

Devido, principalmente, ao contínuo processo de aprimoramento dos sensores Full Gauge. Através dele, foi possível chegar, definitivamente, ao desenvolvimento do RollerBag, um sensor resistente à água, revestido com uma cápsula de aço inoxidável e com conformação a frio sobre uma luva de silicone.

Sobre as mensagens no visor (display)

O que significa as mensagens AHI e ALO?

AHI significa alarme de temperatura ou pressão (dependendo do modelo do instrumento) alta e ALO significa alarme de temperatura ou pressão (dependendo do modelo do instrumento) baixa.

Qual o significado da mensagem SOF?

SOF significa software, e o número que aparece em seguida representa a versão do controlador.

Qual o significado das mensagens Er1, Er2, Er3?

Essas mensagens significam que algo ocorreu com os sensores do controlador. Eles podem estar desconectados ou fora da faixa de medição especificada. Nos controladores de temperatura e umidade, o Er1 é para a temperatura e o Er2 para a umidade. Os descritivos que acompanham o produto trazem explicações mais específicas sobre as mensagens, já que elas variam de acordo com cada controlador.

Sobre as especificações técnicas

Por que utilizar protetores contra sobretensão?

Conforme a Norma NBR 5410, deve ser instalado um protetor contra sobretensão para preservar os equipamentos contra picos de tensão e, conseqüentemente, evitar a queima dos mesmos (tanto do controlador como da instalação). Esses picos podem acontecer por raios nas imediações ou por curtos circuitos na rede elétrica.

Por que utilizar filtro supressor?

No momento em que ocorre o desligamento de cargas indutivas (motores, compressores, válvulas solenóides e contatoras, por exemplo) ocorre a formação do arco elétrico (faiscamento) nos contatos do relé do controlador, os quais são responsáveis pelo acionamento destas cargas. Esse arco libera uma quantidade de energia elevada (transientes de tensão) e vai, ao longo do tempo, degradando os contatos do relé.

Assim sendo, atendendo às recomendações das Normas NBR5410 e IEC60364, a Full Gauge Controls indica a utilização de filtro supressor (também conhecido como snubber RC) em paralelo com as cargas indutivas.

A utilização deste tipo de filtro promove a diminuição do ruído eletromagnético (interferências) presente na instalação elétrica através da eliminação do arco. Esta prática melhora a performance do instrumento, a qual é prejudicada quando esses transientes gerados pelas cargas indutivas percorrem toda a fiação elétrica, funcionando como uma antena e irradiando energia eletromagnética por todo o ambiente. Por isso, é importante que os filtros sejam instalados junto às cargas indutivas para que esses efeitos antena sejam evitados.

É recomendado o uso de contatoras?

Nos manuais dos controladores está especificada a corrente máxima para o acionamento da carga. Se o valor for maior do que o especificado no manual, deve-se empregar uma chave contatora.

Qual a faixa de temperatura e umidade dos ambientes nos quais o controlador pode ser instalado?

A faixa de temperatura é de 0 a 60°C e a faixa de umidade, de 10 a 90% UR (sem condensação). Já a faixa de temperatura para o sensor é de -99 a 600°C, dependendo do tipo de sensor utilizado.

O que significa a especificação da corrente máxima 16(8) A que consta no manual de alguns controladores?

Significa que para cargas acima de 16A (resistivo) e 8A (indutivo) é necessário o uso de contatora.

* Esta especificação técnica varia conforme o modelo.

Sobre as principais funções

O que é Set Point?

Nessa função é ajustado o valor na qual a saída será desligada, seja um controlador para temperatura, umidade ou pressão.

O que é Código de acesso?

Essa função visa bloquear e proteger as funções de acesso técnico do controlador contra operação por pessoas não autorizadas. É necessário inserir um código para poder alterar as funções de acesso técnico. Esse código está no descritivo do instrumento.

O que é Deslocamento de indicação (Off Set)?

Função que permite a correção de desvios da leitura do sensor para compensar possíveis deslocamentos provenientes do aumento do cabo sensor ou substituição do mesmo.

Dica: Para fazer a correção do desvio da leitura do sensor é necessário a utilização de um termômetro padrão, preferencialmente calibrado por um laboratório autorizado. No caso de um sensor de temperatura, deve-se colocar o sensor do controlador juntamente com o sensor padrão e deixar por alguns minutos para que a temperatura se estabilize. Logo em seguida, ajuste o valor na função Off Set.

O que é Diferencial de controle (histerésis)?

Nesta função deve ser configurado o valor da diferença para religar a saída.

Ex: Se desejar ligar com 30 °C e desligar com 35°C a saída, deve-se configurar a função Set Point com 35.0 e a função diferencial (histerésis) com 05.0.

O que é Retardo para religar a saída (Delay)?

Essa função é responsável pelo tempo mínimo que a saída ficará desligada. O controlador respeitará esse tempo quando o controlador for conectado à energia e toda vez que a carga desligar.